Lava Jato: o resgate da ética no Brasil – IREE

IREE - Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa

Colunistas

Lava Jato: o resgate da ética no Brasil

Major Olimpio

Major Olimpio
Senador (PSL-SP)



“A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios.” Com a máxima do escritor e filósofo francês Barão de Montesquieu, observo, após seis anos de trabalho exitoso em prol do Brasil, a Operação Lava Jato vivendo seus dias mais delicados.

Considerada pela Polícia Federal como a maior investigação de corrupção da história do Brasil, a Operação Lava Jato teve sua fase ostensiva iniciada em março de 2014 com o cumprimento de mais de cem mandados de busca e apreensão, prisões temporárias, preventivas e conduções coercitivas.

Ela conseguiu desarticular um esquema que desviava dinheiro de estatais, pagava propinas a políticos e ainda movimentava dinheiro ilícito por meio de empresas de fachada e empreiteiras.

Após tudo isso, observamos atônitos ataques orquestrados para satanizar e condenar a Operação Lava Jato, seus procuradores e apoiadores.

Conheça o curso “A Reinvenção do Direito Administrativo”, que oferece uma profunda reflexão sobre o Estado e as suas atividades administrativas, a fim de satisfazer complexas demandas sociais. Faça já sua inscrição!

Uma tentativa de assassinato de reputação a aqueles que defendem a Justiça. Fomentar uma narrativa política que destrua a credibilidade das operações de combate à corrupção que mudaram a face do Brasil, em destaque a Operação Lava Jato, é um desserviço à população brasileira.

Mas afinal, a quem interessa o fim da Lava Jato? Em geral, apenas aos malfeitores!

Estamos vivendo num país onde a conduta idônea do cidadão, cuja prática deveria ser corriqueira e normal, hoje é tratada como ato “heróico”. O óbvio está sendo deixado de lado e se tornou extinto em nosso meio. Quando praticado, é memorável em capas de jornal.

O cidadão que acha uma carteira na rua e devolve, o empresário que não inflaciona seus produtos ou o político que não está envolvido em escândalos ou corrupção é algo de se admirar. Ora, tais atitudes é o que se espera. Ou não?!

Será que estamos fadados a ser uma nação abandonada dos bons valores?

A extinção do bom brasileiro, aquele que faz sempre o correto, que não aceita o “jeitinho”.

O fato é que a atuação da Lava Jato no Brasil trouxe a esperança ou o resgate de paradigmas na vida do brasileiro.

Essa operação não deu apenas uma sobrevida à economia perante o cenário internacional, para que empresas possam acreditar e investir em nosso país sem risco de levar “calote”, e um aceno à política de que precisamos de representantes comprometidos com as demandas do coletivo, e não do seu bel-prazer, mas ela resgatou a ética do brasileiro, que ora andava esquecida.

À medida que a Lava Jato avança, vamos descobrindo os malfeitores que dilapidaram o Brasil e como eles se articularam para desviar bilhões dos cofres públicos.

A Lava Jato conta e contou a história da Justiça no Brasil. Um marco no processo de combate à corrupção, levando para a cadeia grandes ladrões de colarinho branco que dilapidaram nosso país.

Essa importante operação tirou o PT do poder e elegeu Jair Bolsonaro à Presidência da República, e além disso devolveu aos cofres públicos recursos desviados.

A impunidade histórica que reinava em nosso país transformou os poderosos numa casta intocável e imune aos rigores da lei. No entanto, a atuação da força-tarefa baseada em Curitiba foi o ponto fora da curva que mostrou ser possível materializar o sonho de uma nação mais justa e igualitária.

Olha o trabalho que fez Sergio Moro! Olha o trabalho que fizeram os procuradores da Lava Jato que por sua vez, até setembro desse ano decorrido, foram coordenados por Deltan Dallagnol.

O povo brasileiro não pode se calar. Vamos até às últimas consequências e exigir, em nome do povo brasileiro, atitude da PGR, dos Poderes Constituídos, força para a Lava Jato, força para o Brasil. A lei é para todos.

Vamos nos mobilizar cidadãos! Não podemos deixar que acabem com a Lava Jato, pelo bem do Brasil!

*Este artigo foi escrito por Major Olimpio e Diego Freire, jornalista especialista em Jornalismo Político e pós-graduado em Ciência Política.



Os artigos de autoria dos colunistas não representam necessariamente a opinião do IREE.

Major Olimpio

É senador do PSL eleito por São Paulo. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais e pós-graduado em Comunicação Social, foi oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo por 29 anos. Também já foi deputado estadual (2007-2014) e deputado federal (2015-2018).